Modelo Atômico de Sommerfeld


O físico alemão Arnold Johannes Wilhelm Sommerfeld, em 1915, estudando os espectros de emissão de átomos mais complexos que o hidrogênio, admitiu que em cada camada eletrônica (n) havia 1 órbita circular e (n-1) órbitas elípticas com diferentes excentricidades. Essas órbitas elípticas foram então chamadas de subníveis ou subcamadas e caracterizadas por l,onde l=0, l=1, l=2 e l=3 são respectivamente os subníveis s, p, d f. Por exemplo, na 4ª camada há uma órbita circular e três elípticas.


Ele propôs este modelo através na teoria da relatividade de Einstein e da teoria quântica, assim podendo explicar detalhes dos espectros. Como ele complementou o que Bohr não conseguia explicar satisfatoriamente para átomos além dos hidrogenoides, o modelo ficou conhecido como Bohr-Sommerfeld.
A energia do elétron seria determinada pela distância em que se encontrava do núcleo e pelo tipo de órbita que descreve.



Referências
  1. Rozenberg, I. M.; Química Geral, 1ª ed., Ed. Blucher, São Paulo,2002.
Fontes de Informação
  1. Acedido dia 01 de Novembro de 2012 em http://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3o_dos_modelos_at%C3%B4micos
  2. Acedido dia 04 de Novembro de 2012 em http://quimicacoma2108.blogspot.com.br/2010/03/modelo-atomico-de-arnold-sommerfeld.html

4 comentários: